CORRENDO 24h INDOOR NO BARRASHOPPINGSUL – PORTO ALEGRE – 9 e 10 SETEMBRO 2011

Meus Esteiros e Minhas Esteiras,

            Acredito que todos entendam aqueles dias em que, coincidentemente ou não, uma série de coisas boas acontece e tornam a vida mais leve, mais agradável e mais feliz. Neste momento, refiro-me, especificamente, ao final de semana que passou – dois dias na companhia de gente que curte as mesmas coisas que nós e fazendo aquilo que gostamos de fazer. Pena que o tempo passa muito rápido e já acabou…

            Inicialmente, a Equipe Daniel Rech realizou um treino especialíssimo lá no Lami sábado pela manhã. Eu e dois irmãos sertanejos, Beckão e Vicentinho, não corremos os mais de 35 Km de estrada, mas fomos de bicicleta até lá. Isso, para mim, foi um privilégio, pois me senti honrado em presenciar os primeiros 30 Km de pedal do Vicente. Quero incentivá-lo e dizer-lhe que, por mais difícil que tenha sido e por mais dolorido que o bumbum esteja, a evolução ocorre de forma muito rápida dependendo apenas de esforço e dedicação – aí está o Beck que não me deixa mentir sozinho!

            Quanto ao treino do Lami, propriamente dito, sugiro-lhes a leitura diretamente no blog da Equipe Daniel Rech relacionado em minha blogroll aí ao lado.

            À tarde, do mesmo dia, participei de uma prova absolutamente inédita para mim. Interessante, né? Mesmo um senhor de idade, como eu, ainda tem muito o que conhecer… Mas, deixemos de lado as considerações etário-filosóficas e falemos da corrida que é o título deste post.

            É muito interessante a competição em esteiras. Ali, diferentemente das ruas e pistas, os adversários estão ao seu lado e dali não saem. Você até pode conversar com eles! Vence quem fizer a maior quilometragem dentro das 24 horas estipuladas. Monitores, colocados à frente, informam todos os dados possíveis: distância percorrida, tempo, classificação e tudo mais.

            A prova foi dividida em duas categorias: individual e por equipes. Fi-la correndo pela equipe Zoom/ Biofitness e ficamos em quarto lugar entre as oito participantes.

            Entre aqueles que a fizeram individualmente, tive a oportunidade de conhecer e conversar com dois ultramaratonistas excepcionais: Marcos da Silva Batista e Márcio Villar do Amaral.

            Marcos é carioca e atualmente reside em São José dos Campos/ SP, onde trabalha na gerência de controle de ensaios da Vale Soluções em Energia. Para mim, foi extremamente positivo fazer contato com este grande atleta. Pudemos “trocar figurinhas” relacionadas a triathlons e a ultramaratonas, áreas em que ambos temos interesses. Ele pretende fazer o Ironman Brasil 2013 e eu, caso não possa correr, certamente estarei lá para apoiá-lo. Deixo aqui registrados os meus votos de muito sucesso em todos os eventos e provas de que ele venha a participar. Vejam-no abaixo realizando parte dos 135,5 Km que percorreu.

            Márcio Villar é um caso a parte e, por isso, dedicarei algumas linhas a mais para tentar descrevê-lo. Essa tarefa, pela grandeza de sua personalidade, é quase tão difícil quanto correr os 202,4 Km que ele fez nas 24 horas. O que mais me impressionou está muito além das proezas já realizadas ao redor do planeta cortando estradas, trilhas, matas, selvas, desertos, montanhas e neve. Fiquei fascinado pela sua simplicidade, e pelo fato de conversar comigo como se fôssemos velhos amigos. Abaixo, ele aparece à direita, ao lado do vencedor da edição de 2010, Valmir Nunes.

           Villar, de tão humilde, parece não ter noção dos próprios feitos! Só para dar alguns exemplos: foi o primeiro brasileiro a completar os 217 Km da duríssima Arrowhead – prova realizada em Minesota/ EUA, numa temperatura que chega aos 50°C negativos! Ele também é o único atleta do mundo a cruzar a linha de chegada de todas as etapas da Bad 135 World Cup, o principal circuito de ultramaratonas da Terra. Vejam essas e outras informações sobre seus desafios em seu blog indicado em minha blogroll aí ao lado.

            Conversar com Márcio Villar é como assistir a uma palestra motivacional para vencer os desafios do esporte. Quando ele conta que treina à noite, após um dia inteiro de trabalho (é analista de sistemas), rebocando pneus pelas areias da praia da Barra da Tijuca no Rio de Janeiro você entende o significado da expressão força de vontade e da palavra determinação. E é impressionante ficar sabendo que não tem uma empresa ou órgão público que patrocine um atleta deste porte! Nestas horas é que não se tem muito orgulho por viver no país do futebol… Assista à reportagem abaixo e vejam a que estou me referindo.

            Eu estava realmente feliz por participar de uma festa tão bonita!

            Quando terminamos de correr, voltamos à esteira do Márcio para ver como ele estava. Ficamos surpresos quando ele nos mostrou o novo modelo de tênis que trouxe recentemente de Paris – chiquérrimo!

            Soubemos então, que, para aliviar o incômodo causado pelas bolhas, ele mesmo cortou a parte da frente dos tênis. Quando se vê atitudes iguais a essa, entende-se que o impossível não existe.             As “24 Horas Indoor no BarraShoppingSul” tiveram momentos emocionantes. Até os 80 Km houve um duelo sensacional entre Valmir Nunes e Luciano Prado. Infelizmente, Valmir, campeão da edição de 2010, precisou abandonar devido a um problema nos joelhos. Luciano, então, tentou bater o recorde mundial, mas, por pouco, não conseguiu. Faltaram apenas 32,38 Km. Apenas? Sim! Isso não é nada para quem correu 225,5 Km!

            Quero aqui fazer um agradecimento especial à Thais Bisogno pelo apoio durante a prova e pela gentileza de ceder várias fotos. Agradeço também à equipe Zoom/ Biofitness por ter me dado essa grande oportunidade – parceria nota 1000!

           Parabenizo, especialmente, os atletas que fizeram sozinhos as 24 horas! Todos são vencedores!

            Voltando ao grande Márcio Villar. Desejo que ele tenha cada vez mais sucesso na busca de seus objetivos, mas, mais importante do que isso, que possa sempre preservar a alegria e o entusiasmo contagiante em fazer o que se gosta. E, dessa forma, seguir sempre motivando todos que dele se aproximam a continuar lutando. Márcio Villar é a essência do ultramaratonista. E é essa essência que gostaria de ver também nos maratonistas, nos fundistas, meio-fundistas, em corredores de 100 e 200 metros e em todos aqueles que se dedicam a algum esporte. Por que penso assim? Simplesmente, porque esporte é vida. Pode haver vida sem alegria?

            Que Deus continue nos abençoando!

Abraços e beijos,

Juarez Arigony

Anúncios

10 respostas em “CORRENDO 24h INDOOR NO BARRASHOPPINGSUL – PORTO ALEGRE – 9 e 10 SETEMBRO 2011

  1. Caríssimo Juarez,
    Muito obrigado pelas palavras de carinho e incentivo, espero reve-lo em breve e vamos continuar trocando figurinhas sobre Ironman Brasil, no sábado estarei nas 24 horas dos Fuzileiros Navais no RJ, conto com sua energia positiva pois e a primeira vez que vou fazer duas 24 horas seguidas. No dia da prova se você quiser deixar uma mensagem entre (www.corpore.com.br), a organização vai ler durante a prova.
    Batista Ultramaratonista.

  2. Juarez… desta vez estou sem muitas palavras! A emoção tomou conta!
    Ter estado ao lado de ultramaratonistas, que tantos chamam de loucos, é incrível. Ter estado ao lado de vocês e ver minuto a minuto a luta pela equipe… espetacular!
    Sempre que eu puder, quero estar junto dessa galera de fibra, de garra, de força… e que leva no esporte o motivo de felicidade! PARABÉNS a todos os guerreiros, em especial ao Márcio Villar (que um parabéns é pouco para ele!)
    Valeu, Juarez!!! Meeeeesmo!!! ADOREI demais da conta!
    Abraços!
    Thatá

  3. Meu grande amigo Marcio Villar, gosto muito de vc!
    Temos que ter cuidados com alguns titulos.
    Unico a completar a trës etapas da World Cup 135 , campeao da Cup Extreme e outras…
    Nao vou fazer comentarios para nao ser mal entrerpretado.
    Bjo!!!!

  4. Lendo estes relatos ficamos com a certeza de que nosso trabalho realmente esta despertando o interesse pela Ultramaratona, quando começamos o projeto do Correndo 24 Horas, nos chamavam de loucos, realmente somos loucos e assim continuaremos, muito obrigado por acreditarem e por participarem de nossa prova e muito, mas muito obrigado pelas palavras aqui colocadas, realmente os atletas individuais ou de equipes de revezamento nos deixam felizes e com a certeza de continuarmos nossa jornada, um beijo no coração de todos!!!! Equipe PR Ayres Eventos, organizado do “Correndo 24 Horas”

  5. Dificil mesmo é conseguir descrever o mixto satisfação, orgulho, prazer que foi participar dessa prova tão bem organizada e onde as lições de garra estão ali bem ao seu lado. Voltei á correr ha um ano, depois 20 anos parado, e não tinha passado dos 5km. Quando fui convidado á participar do revesamento queria amarelar, mas o espirito e equipe falou mais alto e fui disposto á cumprir simplesmente a tabela, mas estimulado pelo ambiente e atletas de altissimo nivel o que seria um sacrificio foi um dadiva! O clima festivo misturado com a seriedade do desafio me transportou onde as endorfinas ainda não tinham me levado. A vontade foi de ficar aproveitando todas 24 horas e não só a horinha que me tocava.
    Este evento realmente cumpriu o papel de desafiar, divulgar e enternecer mais a todos que gostam de correr!!

Deixe aqui o seu comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s