O SIGNIFICADO DA PALAVRA “GUERREIRO”

Meus Lúcios e Minhas Lúcias,

            Seguidamente leio relatos de pessoas que se consideram ou que falam de guerreiros. No final do ano, há um reality show, cujo apresentador, conhecido jornalista de importante emissora de televisão, qualifica dessa maneira algumas pessoas que ficam trancadas em uma casa fazendo toda a sorte de torpezas e disputando elevada soma em dinheiro. E não são poucos aqueles que correm uma maratona ou um triathlon de longa distância e, por isso, consideram-se dignos dessa caracterização.

            Penso que, muitas vezes, pelo uso indevido, as palavras da nossa língua perdem o seu verdadeiro significado ou, pior, adquirem outro de sentido diametralmente oposto ao verdadeiro. Na tentativa de elucidar o sentido real da palavra título deste post, começo apresentando a definição do Aurélio Buarque de Holanda Ferreira: “aquele que tem tomado parte em guerras, portando-se com denodo.” E para deixar ainda mais claro, trago um exemplo real – alguém que veste a armadura, maneja a espada, o escudo e o broquel com galhardia, e, por isso, no meu entendimento, merece como poucos esse adjetivo.

            Conheci Fábio de Souza Lúcio há uns três anos, quando ele trabalhava na portaria da sede do Grêmio Náutico União em Alto Petrópolis (GNU/AP). Chamou-me a atenção a sua delicadeza e o trato gentil e educado para com todos os que passavam por aquelas roletas. Posso afirmar que era muito agradável ser por ele cumprimentado e receber, de brinde, o seu sorriso simples e encantador.

            Qual não foi a minha surpresa, na última segunda-feira à noite, ao chegar à piscina de hidromassagem da sede do Grêmio Náutico União Moinhos de Vento (GNU/ MV), e deparar-me com o Professor Fábio ministrando aula de hidroginástica?

            Demasiadamente curioso que sou, após a aula, fui conversar com ele. Foi aí que tomei conhecimento da batalha que agora resumo para vocês.

            Aos nove anos de idade, com a morte dos avós maternos que o criavam, foi morar nos fundos da casa de um vizinho. Este era dono de uma empreiteira, e lhe deu o seu primeiro trabalho no ramo da construção civil. Até aos quatorze anos fez cursos de marceneiro e torneiro mecânico no SENAI, trabalhando alternadamente nessas atividades.

            Serviu no Regimento Osório, ficando quatro anos no Exército Brasileiro. Deu baixa da instituição como Cabo Pára-quedista e Técnico em Enfermagem. Trabalhou um ano e meio no Hospital da Santa Casa e vem daí uma de suas lembranças de preconceito e discriminação de que foi vítima. Uma noite, em que estava de plantão, foi chamado para atender a um paciente. Ao chegar ao leito onde o doente se encontrava, esse lhe falou: “quero ser atendido por um enfermeiro, e não por um faxineiro!” Ao que prontamente respondeu: “senhor, eu estou sozinho aqui. Este é o meu plantão, e eu vou fazer o melhor pelo senhor!”

            Foi mais ou menos nessa época que conheceu o Professor Mazzoni, do GNU/ AP, e este lhe indicou para trabalhar no Clube. Já faz sete anos que está a serviço da agremiação. Começou como Auxiliar de Serviços Gerais, foi Fiscal de Piscina e Porteiro – quando eu o conheci, conforme já mencionei.

            Hoje, com trinta e um anos de idade, faz aproximadamente cem quilômetros por dia entre sua casa (Alvorada), a sede da Quintino e a ULBRA. Recebe apoio do Clube para completar o bacharelado em Educação Física. Conquistou a Licenciatura no final do ano passado e o Clube, muito acertadamente, proporciona-lhe a bolsa e o cargo de professor.

            O sonho de Fábio é fazer o doutorado em Educação Física e, assim, poder dar aulas em universidades.

            O meu sonho é poder continuar a vê-lo crescer e a construir uma vida cada vez mais plena de realizações e sucessos. Uma vida, que por pior que sejam as adversidades, seja vivida com fé, alegria, humildade e determinação. Uma vida que siga por uma trajetória que não possa levar a outro destino que não seja a vitória. Uma vida plena das características dos verdadeiros guerreiros, as quais ele tem de sobra: tranqüilidade, serenidade, paz e um sorriso franco e sincero.

            Tudo de bom, meu amigo, Professor Fábio! Sucesso sempre!

Que Deus te abençoe abundantemente!

Juarez Arigony

Anúncios

5 respostas em “O SIGNIFICADO DA PALAVRA “GUERREIRO”

  1. Juarez, eu fico encantada com tua maneira de expor essas histórias tão fantásticas.
    Adoro conhecer e explorar a história de vida de pessoas simples, mas guerreiras. Aprendo muito com esses indivíduos tão especiais, que fazem parecer que este mundão não é tão difícil, basta ter muita fé e vontade de viver.
    Adoraria conhecer o professor Fábio com seu sorriso e dar-lhe em troca muita atenção e afeto.
    Só uma nota. Lembro-me que, durante a minha graduação, eu conversava muito com o funcionário da biblioteca da faculdade, e eis que ele foi o funcionário homenageado na minha formatura e eu, humildemente, o convidei para a minha recepção pós cerimônia. E não é que ele foi? Levou de presente um baita sorrisão e um abraço que não esquecerei jamais! O Décio e o Fábio são desses guerreiros que a gente descobre quando se despe de qualquer tipo de preconceito ou julgamento e passa a perceber que a vida é muito mais que alguns grupinhos de amigos aqui e ali, mas que em pouco nos acrescenta.
    Eu leio com muito carinho teus posts. Escreves muito bem, com muito humor e qualidade. Adoro as fotos também.
    Grande abraço!

  2. Thais,
    Muito obrigado pelo incentivo e pela força de sempre!
    Valeu demais!

    Leilinha,
    Concordo plenamente em gênero, número e grau!

    Ção,
    São essas surpresas que amenizam as dores e os sofrimentos que muitas vezes temos que suportar. E essas surpresas tornam-se exemplos, certo?

    Beijos,
    Juarez Lucas

  3. Concordo plenamente com a banalização que fazem da palavra GUERREIRO. Qualquer um hoje que encontre dificuldades na vida ou se engaja numa empreitada qualquer é chamado de guerreiro. A mim parece que nada sabem do significado do que é ser um guerreiro.

Deixe aqui o seu comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s